Número total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

"Então é da Vela"

As eleições autárquicas estão à porta. São já Domingo.
Como vou votar a Penamacor, e quarta-feira vou jantar à Madeira, ao Estreito da Câmara de Lobos, e sempre que viajo, gosto de o fazer sem preocupações, aproveitei o dia de ontem para passar em Sines, depois de sair do meu emprego, para pagar as quotas do condomínio do meu apartamento, até ao final do ano.
O dia estava bonito, a vista sobre o mar era espectacular, os barcos ancorados ao largo enfeitavam o quadro.
Aproveitei para fazer mais uma reflexão, em quem vou votar.
A reflectir, a olhar o mar, em busca de uma sábia e certa decisão, veio-me ao pensamento, uma passagem ouvida, durante o jantar, na segunda-feira, no restaurante “Fontanhão” no concelho de Penamacor.
Contou o meu amigo “A Velha de Malcata” que estava um dia no café, junto com o “Tero Ferranho” a beber um copo de "três", a ouvir umas "estórias" quando chega um amigo do “Tero Ferranho”, bastante preocupado.
Queria regar a horta, mas o seu velhinho Pachancho, sempre operacional, desta vez, teimava em não puxar a água do poço.
“Tero Ferranho”, homem com um saber de experiência feito, adquirido com a dedicação de uma vida, corpo e alma, ás lides agrícolas, pensa, e … pergunta?
- Mas olha lá, o motor pega?
- Sim, trabalha, respondeu o amigo.
- E não tira água?
- Não, foi a resposta
- Então é da vela.

Foi o exclamado sábio veredicto de “Tero Ferranho”.
Votemos nós, Domingo, com a sábia mas certa decisão, da melhor escolha.
Zé Morgas

Sem comentários:

Enviar um comentário