Número total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Carta Aberta XX - Sr. Presidente C.M.Penamacor

Sr. Presidente
Constato com agrado que as obras do futuro mamarracho da Rotunda da Senhora Dos Caminhos, vão de vento em popa, como se pode observar pelas fotos que aí tirei entre os dias 27 de Março e 6 de Maio. Aguardo com expectativa a surpresa final.
Concordo com a ideia de um Monumento em memória dos Combatentes falecidos no Ultramar, e com a data, 1 de Junho.
Além de ser o Dia do Concelho, coincide com os 50 anos do início do conflito.
Discordo sim, do local onde está a ser edificado. Há outras soluções para dar “vida” à rotunda, como na Vila existem outros locais, onde o Monumento poderia ter sido erguido, e servir de chamariz turístico.
Mas, já que é ali, naquele centro daquela rotunda que está a ser "parido", deixo-lhe aqui, Sr Presidente, expressas duas ideias para que a Homenagem no dia 1 de Junho, corra da melhor forma:
1ª - Afim de ordenar com facilidade o estacionamento das viaturas que se prevê serem muitas, pintar, as linhas delimitativas de estacionamento nas faixas direitas da via estruturante sul, entre as rotundas da Senhora dos Caminhos e a rotunda da Escola Ribeiro Sanches.
Assim, dará alguma utilidade a esse mamarracho pomposamente chamado de Avenida da Republica.
2ª - Para que a Comissão de Homenagem, convidados e público em geral, aceda ao monumento em segurança, e a todos os visitantes que de futuro queiram homenagear aqueles que deram o corpo ao manifesto e até a própria vida numa guerra mal começada e pior acabada, pintar quatro passadeiras no asfalto, norte, sul, este e oeste, direccionadas ao monumento.
Pelo que sei, somos o único concelho do País onde tal acção de homenagem aos combatentes mortos na guerra do Ultramar, não teve lugar. Em contrapartida, seremos o primeiro concelho a ter uma rotunda com um monumento no centro e passadeiras de acesso devidamente pintadas.
Ordenamento do transito e segurança dos peões acima de tudo.
Com os melhores cumprimentos
Zé Morgas