Número total de visualizações de página

sábado, 19 de janeiro de 2013

Carta Aberta XXIX - Sr. Presidente C.M.Penamacor

Sr. Presidente
Nunca, mas nunca como hoje senti tanta inveja ao ler um artigo em destaque num jornal.
Falo do artigo publicado no Jornal Reconquista, de 17 de Janeiro de 2013, na página 4 com o título: “Muralha volta a abraçar a cidade”, que Vª Exª, obrigatoriamente deveria ler e atentamente olhar com olhos de ver, as fotos publicadas.
Já em anteriores Cartas Abertas abordei a necessidade da autarquia de Penamacor, elaborar um projecto para requalificar, adquirir e recuperar tudo aquilo que pode ser uma mais valia em termos de património e de turismo, não só em Penamacor como em todas as freguesias do concelho, há muitos polos importantes de excelente qualidade de atracção turística, e de devolver ao povo e aos visitantes, pedaços da história escondidos pelo tempo e pelas casas que se foram construindo, falo particularmente dos baluartes de Penamacor.
Sr. Presidente
Aproveitando a liberdade que a escrita me dá para me lamentar do esbanjamento que foi feito, aos cofres da autarquia que tudo terão, menos a abarrotar de dinheiro, já o escrevi e volto a fazê-lo, em obras mamarrachais: Sumagral, Auto-estrada Escola Ribeiro Sanches - Rotunda da Senhora dos Caminhos, (para quando a colocação de um pórtico de cobrança automático de portagens?), projecto inacabado da rotunda das aldeias, o muro da Vergonha, Selva da Republica, intervenção do tipo substituir pedras velhas em bom estado por pedras novas de qualidade duvidosa, que serão futuramente um pesado fardo em despesas de manutenção.
Sr. Presidente
Rói-me a inveja de não ter em Penamacor um Presidente ao leme da Câmara Municipal com a elevada e distinta categoria do Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, o Presidente Joaquim Morão, um Homem que merece de todos os cidadãos uma respeitosa homenagem pelas profundas e harmoniosas transformações que têm operado na cidade.
Até há cerca de duas dezenas de anos atrás, Castelo Branco era uma cidade medieval, cinzenta, triste, sem infra-estruturas dignas de uma capital de distrito
Na última década e meia sob a governação do Presidente Joaquim Morão, de ano para ano a cidade tornou-se mais acolhedora, progressiva, e visualmente agradável.
Castelo Branco hoje é uma Cidade Moderna, onde é bom viver.
Sr. Presidente
Resta-me esperança, que em ano de eleições autárquicas, sabendo que o futuro depende das escolhas que são feitas no presente, o povo do concelho de Penamacor merecedor de um futuro mais risonho não se deixe enganar pelas aparências do passado.
Com mágoa, tristemente orgulho-me de não ter votado no suporte político dessa gestão autárquica.
Igualmente tenho a esperança, que aqueles que nos últimos mandatos tiveram as rédeas da governação, em actos de quase pura diversão, todos sem excepção, prezando a honestidade mental, saiam de cena e de cabeça erguida, para não ficarem enormemente conotados e envergonhados por um concelho velho, em vias de desertificação acelerada, e sem qualquer estratégia ou perspectiva de futuro.

Zé Morgas

1 comentário:

  1. À tua maneira, meu caro Amigo, pões o dedo na ferida: souberam os nossos conciddãos escolher as pessoas certas para serem elevadas e retiradas do marasmo em que o nosso Município caíu, ou de onde nunca saíu? Não estou tão próximo da realidade que tenha "a resposta na ponta da língua", mas pelo que se viu, pelo quese vê...
    Abraço-te pela leveza da tua escrita e pela clareza, coragem e frontalidade das idéias que defendes.

    ResponderEliminar