Número total de visualizações de página

domingo, 13 de dezembro de 2009

Flandria

Ao olhar a escadaria de acesso ao ENSI, assalta-me à memória as vezes que as desci na minha Flandria. (Guardo-a na minha garagem, aqui em Vila Nova de Santo André, totalmente restaurada, de vez em quando dou umas voltinhas com ela).
Havia sempre uns "malandrecos" dispostos a ajudarem-me a subir a motorizada para o hall de entrada, onde a punha a trabalhar, dava uma voltinha rápida, tocava a sineta, que estava do lado esquerdo da porta de entrada na secretaria, e... baldava-me porta fora pelas escadas abaixo. O que isso irritava a Dª Augusta...
É verdade também, que tais abusos ainda me valeram umas "chibatadas" nas orelhas, com uma caninha da índia, dadas pelo marido da Dª Augusta, o Sr. Paiva, inveterado fumador de Mini Kayak.
Que me perdoem, eram actos irreflectidos, próprios da idade.
Idade que não volta mais, e que deixa saudade.
Zé Morgas

3 comentários:

  1. Uma relíquia amigo,uma relíquia.Estima a motorizada Flandria,que é tal e qual como as mulheres cinquentonas:

    -Atrevidas
    -Sensuais
    -Rodadas(fartas de serem montadas)
    -Lindas

    Um grande abraço

    Matos Martins

    ResponderEliminar
  2. Os verdadeiros amantes das pequenas grandes coisas são assim mesmo: simples e com uma escrita muito bonita.
    Espero um dia agradecer-lhe pessoalmente a gentileza que teve em colocar no seu blog os objectivos da futura Associação AAENSI.Li que vive em Santo André, no baixo Alentejo.Espero que um dia que passe por Évora ou pelo Alto Alentejo me contacte para conhecê-lo e lhe agradecer pessoalmente.
    Deixo-lhe o meu contacto: 96 8156147

    ResponderEliminar
  3. Já estive junto dela. Por especial deferência deste Amigo, o Zé Morgas.
    Está linda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Moderno e "conservador". É assim este Homem, que me honra com a sua estima. Que eu procuro retribuir.
    Obrigado.

    ResponderEliminar